A Nintendo é reconhecidamente uma empresa que se reinventa: Controles com formatos inusitados, personagens variados nos mais diversos temas, franquias de sucesso, consoles bons, regulares e péssimos, portáteis, etc. Todo mundo já amou a Nintendo em alguma época da vida.

Porém…

Nos últimos anos eles pecaram agressivamente com o Wii U. Um console caro, jogado para escanteio, com poucos jogos que realmente fariam um Nintendista da era do SuperNes e Nintendo 64 sentirem orgulho de ter o aparelho. E é aqui que entra a grande sacada que pode definir os rumos da empresa nos próximos anos: mobilidade.

Digo isto com três coisas em mente: 1 – os rumores sobre a portabilidade do novo console, conhecido até agora por NX. 2 – O estouro de Pokémon Go, que acaba de bater os 500 milhões de downloads e 3 – o anúncio de uma parceria para lançar jogos para a Apple.

Durante o Keynote 2016, a Apple anunciou uma parceria com a Nintendo. Subiu ao palco Shigeru Miyamoto, que apresentou Super Mario Run, um título exclusivo do iOS que segue a mecânica de jogos de corrida que muita gente tem jogado por aí.

Sobre o game, nada de muito novo: é o mesmo visual (bonito pra caceta!), com conceito de plataforma e corrida infinita, com o encanador no personagem principal. A data de lançamento é até o final de 2016.

Sobre o mundo pós lançamento do jogo, a Nintendo deve dividir-se em duas frentes, que devem atuar de forma conjunta lançando o máximo de experiências e aproveitando o melhor de cada um de seus dispositivos: mobile e NX.

Esperamos que a parceria dure e que a Nintendo abra o olho para os seus consoles de ‘mesa’ também…

Este slideshow necessita de JavaScript.