Na primeira parte, foi falado sobre a exposição nos stands, um design mais comercial, encontrado na estação Rhofiera, em Milão. Agora, será falado sobre o design encontrado nas ruas e nos museus durante esse grande evento, muito importante para a profissão e, onde se vê as verdadeiras peças experimentais e diferentes da feira.

Dentre os diversos bairros a respirar design nesses seis dias, tem-se Brera, um dos mais elegantes de Milão, onde encontramos as Vias Corso Garibaldi, Fiori Chiari, e a Piazza del Carmine expondo novidades e antiguidades do comércio nessa área. Muita sofisticação, elegância e coisas inusitadas.

RUAS e MUSEUS_HYPEBOX-02

RUAS e MUSEUS_HYPEBOX-03

RUAS e MUSEUS_HYPEBOX-01

Abaixo da região sudoeste, a Via Tortona (perto da estação de metrô de Porta Genova), quase inteira, apresenta enormes galpões e casarões com espaços pra a exposição; entre eles, pequenas ruas e vielas, bem rústicas e acolhedoras, apresentam algumas das novidades no design deste ano.

O design de produto é o grande foco desta feira, muito voltado ao design de interiores como móveis, lustres, utensílios para cozinha, quartos, em geral, acessórios – conceituais, funcionais e/ou decorativos – para casas, escritórios, hotéis, etc. Muitos deles apresentam o conceito de compactar ambientes, ou seja, aproveitar ao máximo os espaços dos produtos para caber muito em, aparentemente, pouco.

Cores fortes – como turquesa, vinho, amarelo – e, também neutras – como preto, cinza, creme e branco – se combinam para dar vida e personalidade a cada cantinho de nossa casa. Plantas contribuem para agregar aconchego; formatos inusitados e divertidos atribuem alegria e espontaneidade. Tudo isso encontrado em apenas uma rua, em diversos galpões.

RUAS e MUSEUS_HYPEBOX-04

O Museu Triennale conta com o acervo fixo com grandes nomes do design, e agrega designers novos, inclusive do estado de São Paulo, em sua exposição, nesta semana. Móveis divertidos, com matérias tecnológicos ou reciclados, apresentando novos modos de se sentar em uma poltrona ou de iluminar um ambiente. O vermelho, o azul, o branco e a cor crua da madeira aparecem na maioria deles onde, a proposta, parecer instigar a pessoa não apenas num novo relacionamento com o objeto mas, a experimentar o tato nos diferentes materiais utilizados em cada um.

RUAS e MUSEUS_HYPEBOX-08

RUAS e MUSEUS_HYPEBOX-07

RUAS e MUSEUS_HYPEBOX-06

No Palazzo dei Giureconsulti, de esquina com a Galleria Vittorio Emanuele II e a Piazza del Duomo – principal ponto turístico da cidade – rolou exposição de design brasileiro e foi um dos lugares onde se viu mais coisas legais, dos visitados, durante o evento. Peças bem coloridas, geométricas, orgânicas, uma gama bem grande de materiais explorados nas diversas peças expostas, de vários lugares do país.

Os designers souberam aproveitar as características das regiões de cada um no planejamento dos projetos. Luminárias suspensas em redes e os bancos de vitória régia são designs característicos do norte/nordeste do Brasil e trás a essência dessas regiões no material e na estética da peça. Também trabalhou-se móveis otimizados, para pequenos espaços, e armários personalizados, onde pode-se alterar as repartições ao gosto da pessoa.

RUAS e MUSEUS_HYPEBOX-05

O Salão do Móvel é um evento muito rico e acontece em quase toda Milão, sendo, realmente, muito difícil de visitar todos os lugares, porém, o que se consegue ver, já é uma baita aula de design e reuni referências de todos os lugares do mundo facilitando o contato de tantos designers entre si.

Se você for designer e comentar isso com os profissionais dos stands, nos pavilhões, muitos te olharão com respeito e admiração porque valorizam-nos lá fora. Um pesar para o Brasil, que anda encarando muita desvalorização, em diversos aspectos, por ainda não compreender toda a logística da profissão e os processos pelos quais é necessário passar cada peça e produto.

Mesmo assim, a luta na educação de todos para entender isso está em pé e, um evento muito bacana acontece em São Paulo há alguns anos: a Design Weekend – um grande festival de design, cultura, arte, arquitetura e urbanismo – com data marcada para 15 a 18 de agosto deste ano. É importante incentivar essa cultura para nós e tomara que o evento só cresça porque, nós brasileiros, temos a capacidade de fazer coisas fantásticas com qualquer ferramenta e material que tenhamos a mão e, agora é mais do que hora de motivar isso!

* fotografias por Natacha Leonelo